Vai sacar o FGTS inativo? Cuidado para não ser alvo de ladrões

O recomendável é não realizar um único saque, parcelando o valor em dias e horários diferentes

É nesta sexta-feira (10) que começa a liberação do saque do FGTS inativo. Apesar de o dinheiro trazer alívio aos trabalhadores, é preciso tomar muito cuidado. Isso porque agências lotadas são um atrativo para ladrões, que podem enxergar na ocasião uma boa oportunidade para praticar as famosas “saidinhas de banco”.

Não quer correr riscos? Confira as dicas de segurança selecionadas pela Gazeta do Povo:

Dinheiro vivo

O especialista em segurança do Grupo GR, Marcos Roberto Araújo, aconselha que o trabalhador não realize um único saque, parcelando o valor em dias e horários diferentes, mudando seu trajeto. Outra opção são transações eletrônicas, como DOC e TED.

Caso a alternativa não seja possível, deve-se evitar contar o dinheiro em locais públicos ou que atraiam muita visibilidade. Também é recomendável não deixar todo o dinheiro em um único bolso, pois faz volume e chama atenção, ou utilizar um envelope. Seja discreto ao deixar a agência.

Vou de táxi

Após sacar o dinheiro, não vá embora a pé ou de ônibus, pois a situação lhe deixa mais vulnerável à ação dos bandidos. O recomendado é usar o carro ou tomar um táxi. E se puder ir ao banco acompanhado, melhor, uma vez que a outra pessoa pode perceber algo que a você poderia não parecer estranho.

Desconfie

Araújo afirma que é preciso desconfiar de pessoas que passam muito tempo no banco sem buscar atendimento ou realizar alguma operação. Aproveite o tempo da fila para reparar se alguém parece “interessado” em você. Caso perceba que está sendo observado, dirija-se a um funcionário ou segurança do banco.

Caixa eletrônico

Se optar por sacar o dinheiro num caixa eletrônico, e não na “boca do caixa”, escolha um localizado nas próprias agências bancárias, em grandes estabelecimentos – como shoppings centers e supermercados – ou em ruas e locais bem iluminados.

Caso precise de ajuda, recorra somente ao funcionário do banco. Pessoas desconhecidas que lhe ofereçam vantagens, como isenção de tarifas, devem ser ignoradas.

Ainda, o especialista em segurança recomenda que saques à noite sejam evitados e que o trabalhador verifique se o equipamento está funcionando antes de inserir o cartão na máquina.

Xô, espião

Caso o saque seja realizado em caixa eletrônico, mantenha sempre o corpo próximo à máquina e cubra o teclado com as mãos. Assim, outras pessoas não veem as informações na tela, como o valor retirado.

190

Após sair do banco, caso perceba que está sendo seguido por alguém, entre em algum estabelecimento movimento e ligue para a polícia, no número 190.